Tag Archives: gêneros

O plural – De Plural

Agora que já vimos os três gêneros do hunsriqueano riograndense e seus respectivos artigos, podemos partir para o plural.

Assim como no alemão, os três gêneros do hunsriqueano riograndense são indistintos, comportando-se como se fossem um gênero só. O artigo definido do plural é die.

de Mann > die Menner
die Fraa > die Fraae
das Kind > die Kinner

Devido a isso, quando levamos em conta questões de declinação, podemos considerar o hunsriqueano riograndense como apresentando quatro gêneros: masculino, feminino, neutro e plural.

Passando os substantivos para o plural – Die Substantive in de Plural dun

A regra para passar um substantivo do singular para o plural é: caos, não há uma regra específica!

Sim, é similar ao que vemos com o alemão. Não existe nenhuma maneira de saber ao certo, apenas pela palavra, como sua forma no plural será. Mesmo assim, veremos os tipos de mudanças que podem acontecer:

1. Não ocorre mudança: a forma no singular e no plural é a mesma. Essa (falta de) mudança é comum em substantivos masculinos e neutros e praticamente inexistente em substantivos femininos:
das Been > die Been (perna, pernas)
das Zeich > die Zeich (roupa, roupas)
das Wachs > die Wachs (cera, ceras)
de Bauer > die Bauer (fazendeiro, fazendeiros)
de Wind > die Wind (vento, ventos)
die Familie > die Familie (família, famílias)

2. Acrescenta-se uma terminação -e. Essa mudança é comum em substantivos femininos, sendo na verdade a regra para a grande maioria deles, e é pouco frequente em substantivos masculinos e neutros, mas não completamente inexistente:
die Fraa > die Fraae (mulher, mulheres)
die Katz > die Katz(gato, gatos)
die Äerd > die Äerde (terra, terras)
die
Beer > die Beer(“berry”, “berries”)
de Aff > die Affe (macaco, macacos)
das Bapier > die Bapier(papel, papéis)
Obs.: Se a palavra terminar em -er ou -el precedido de qualquer letra que não E ou I, o acréscimo do -e final remove o -e anterior:
die Sicheldie Sichle (foice, foices)
die Schwesderdie Schwesdre (irmã, irmãs)

3. Acrescenta-se uma terminação -er. Essa mudança é encontrada somente em substantivos neutros.
das Kind > die Kinner (criança, crianças)
das Bett > die Better (cama, camas)
das Eu > die Euer (ovo, ovos)
das Bild > die Bilder (figura, figuras)

4. Ocorre o fenômeno de Umlaut: a vogal na raiz da palavra é alterada para uma vogal anterior. Se a vogal for O, vai sempre ser alterada para E; se for U, sempre para I… Agora se ela for A, pode se tornar E ou Ä, sendo que Ä ocorre caso o A seja seguido de um R mudo… O ditongo AU também muda para EI. Não ocorre em substantivos neutros.
de Baam > die Beem (árvore, árvores)
de Fatter > die Fetter (pai, pais)
de Gaarte > die Gäärte (jardim, jardins)
de Zugh > die Zigh (trem, trens)
die Mutter > die Mitter (mãe, mães)
die Brust > die Brist (peito, peitos)
die Braut > die Breit (noiva, noivas)

5. Umlaut + acréscimo de -er. É comum em substantivos masculinos e neutros e não ocorre em femininos.
de Mann > die Menner (homem, homens)
de Dach > die Decher (telhado, telhados)
das Buch > die Bicher (livro, livros)
das Daal > die Deeler (vale, vales)
das Glaas > die Gleeser (copo, copos)

6. Acrésimo de -s em algumas palavras emprestadas do português ou outras línguas.
das Auto > die Autos (carro, carros)
de Amigo > die Amigo(amigo, amigos)

7. A terminação -a é trocada por -e. É rara.
die Sojadie Soj(soja, sojas)
die Pilliadie Pilli(pilha, pilhas)

Algumas palavras possuem mais de uma forma possível para o plural, sendo uma mais conservadora, mas menos frequente, e outra mais comum. Exemplos:
de Aarem > die Äärem, Aarme (braço, braços)
die Wand > die Wend, Wanne (parede, paredes)
die Ax > die Ex, Axe (machado, machados)

Existem também alguns poucos plurais irregulares. As palavras mais comuns que os apresentam são:
das Blaatdie Bletter (folha, folhas)
das Raatdie Retter (roda, rodas)

Advertisements

Leave a comment

Filed under Gramática, Ortografia

Os gêneros – Die Geschlechter

Assim como o alemão padrão, o hunsriqueano riograndense possui três gêneros: masculino (männlich), feminino (weiblich) e neutro (sechlich).

Diferente do português, onde a maioria dos substantivos terminados em -o é masculina e terminados em -a é feminina, um padrão assim não pode ser percebido em hunsriqueano riograndense. A única maneira segura de identificar o gênero de um substantivo é através do artigo que o acompanha, da mesma maneira como ocorre no alemão padrão.

Vamos conhecer então os artigos:

Artigos definidos – bestimmde Artikel

Masculino: där /tɛː/ (forma enfática), de /tə/ (forma átona, mais frequente)
de Mann /tə man/- o homem
de Hund /tə hunt/ – o cão
de Leffel /tə ˈlefl̩/ – a colher

Feminino: die /tiː/ (forma enfática), die /ti/ (forma átona, não distinta na escrita)
die Fraa /ti fɾɔː/ – a mulher
die Katz /ti kʰat͡s/ – o gato
die Gawel /ti ˈkaʊ̯l̩/ – o garfo

Neutro: das /tas/ (forma enfática), das /tɐs~təs/ (forma átona, não distinta na escrita)
das Kind /tas kʰint/ – a criança
das Schof /tas ʃoːf/ – a ovelha
das Messer /tas ˈmesa/ – a faca

Artigos indefinidos – unbestimmde Artikel

Diferente do artigo definido, que possui uma forma para cada gênero, para o artigo indefinido, as três formas a princípio são iguais:
en Mann /n̩ man/ – um homem
en Fraa /n̩ fɾɔː/ – uma mulher
en Kind /n̩ kʰint/ – uma criança

Quando enfatizado, sua pronúncia torna-se /eːn/:
en Mann /eːn man/ – um homem
en Fraa /eːn fɾɔː/ – uma mulher
en Kind /eːn kʰint/ – uma criança

Pode-se saber o gênero de alguma outra forma? – Kam-ma das Geschlecht sonstwie wisse?

Mas então… nem mesmo uma pista para saber o gênero?

Bem, existem alguns casos em que o gênero pode ser definido, especialmente se for feminino! Todas as palavras terminadas com em <-ung>, <-erei> e <-heit> ou <-keit> são femininas:

ung: usado para substantivizar verbos. Corresponde a terminações como -ação, -agem e -mento do português.
die Bedeitung /ti pəˈtaɪ̯tuŋ/ – o significado. [a partir de bedeite /pəˈtaɪ̯tə/, significar]
die Deelung /ti ˈteːluŋ/ – a divisão, o compartilhamento. [a partir de deele /ˈteːlə/, dividir, compartilhar]
die Zehlung /ti ˈt͡seːluŋ/ – a contagem. [a partir de zehle /ˈt͡seːlə/, contar]

-erei: usado para indicar condições, situações ou locais. Corresponde a terminações como -aria, -ice, -ouro, -eira do português.
die Beckerei /ti pekəˈɾaɪ̯/ – a padaria. [a partir de Becker /ˈpeka/, padeiro; backe /ˈpakə/, assar]
die Brillerei /ti pɾiləˈɾaɪ̯/ – a choradeira. [a partir de brille /ˈpɾilə/, chorar]
die Schweinerei /ti ʃvaɪ̯nəˈɾaɪ̯/ – a porquice, a porcaria. [a partir de Schwein /ʃvaɪ̯n/, porco]

-heit/keit: usado para indicar características, substantivizando adjetivos. Corresponde a terminações como -(i)dade, -ez, -eza, -ice do português.
die Dummheit /ti ˈtumhaɪ̯t/ – a burrice, a estupidez. [a partir de dumm /tum/, idiota, burro, estúpido].
die Dunkelheit /ti ˈtuŋkl̩haɪ̯t/ – a escuridão. [a partir de dunkel /ˈtuŋkl̩/, escuro].
die Evichkeit /ti ˈeːviçkʰaɪ̯t/ – a eternidade. [a partir de evich /ˈeːviç/, eterno].

(Observação: alguns falantes substituem o ditongo /aɪ̯/ nesta terminação por /eː/, o que provavelmente reflete uma pronúncia mais próxima do original. Desta forma as palavras acima seriam grafadas Dummheet, Dunkelheet, Evichkeet).

Além disso, qualquer palavra com a terminação <-che>, usada para formar diminutivos, é neutra.
das Medche /tas ˈmeːtçə/ – a menina
das Feilche /tas ˈfaɪ̯lçə/ – a violeta
das Kaninche /tas kʰaˈniːnçə/ – o coelho

Exceto por esses casos, o gênero de praticamente qualquer outra palavra parece aleatório. Outras regras poderiam ser expostas, mas envolveriam extensas explicações gramaticais e etimológicas dos termos, o que não parece apropriado, ao menos no momento.

Para aqueles que sabem o alemão padrão, ou pelo menos possuem algum conhecimento do idioma, saber o gênero pode ser mais fácil, já que ele coincide para quase todas as palavras nos dois idiomas.

Leave a comment

Filed under Gramática