O plural

Agora que já vimos os três gêneros do hunsriqueano riograndense e seus respectivos artigos, podemos partir para o plural.

Assim como no alemão, os três gêneros do hunsriqueano riograndense são indistintos, comportando-se como se fossem um gênero só. O artigo definido do plural é die.

de Mann > die Menner
die Fraa > die Fraae
das Kind > die Kinner

Devido a isso, quando levamos em conta questões de declinação, podemos considerar o hunsriqueano riograndense como apresentando quatro gêneros: masculino, feminino, neutro e plural.

Passando os substantivos para o plural

A regra para passar um substantivo do singular para o plural é: caos, não há uma regra específica!

Sim, é similar ao que vemos com o alemão. Não existe nenhuma maneira de saber ao certo, apenas pela palavra, como sua forma no plural será. Mesmo assim, veremos os tipos de mudanças que podem acontecer:

1. Não ocorre mudança: a forma no singular e no plural é a mesma. Essa (falta de) mudança é comum em substantivos masculinos e neutros e praticamente inexistente em substantivos femininos:
das Been > die Been (perna, pernas)
das Zeich > die Zeich (roupa, roupas)
das Wachs > die Wachs (cera, ceras)
de Wind > die Wind (vento, ventos)
die Familje > die Familje (família, famílias)

2. Acrescenta-se uma terminação -e. Essa mudança é comum em substantivos femininos, sendo na verdade a regra para a grande maioria deles, e é pouco frequente em substantivos masculinos e neutros, mas não completamente inexistente:
die Fraa > die Fraae (mulher, mulheres)
die Katz > die Katz(gato, gatos)
die Äerd > die Äerde (terra, terras)
die
Beer > die Beer(frutinha, frutinhas (“berry”))
de Aff > die Affe (macaco, macacos)
das Bapier > die Bapier(papel, papéis)
Obs.: Se a palavra terminar em -er ou -el precedido de qualquer letra que não E ou I, o acréscimo do -e final remove o -e anterior:
die Sicheldie Sichle (foice, foices)
die Schwesderdie Schwesdre (irmã, irmãs)

Em algumas palavras masculinas que se referem a ocupações e que possuem a terminação -er, o plural pode ser tanto igual ao singular ou receber um -e. A forma sem o -e parece ser mais antiga, enquanto a forma com -e é uma inovação que provavelmente surgiu por uma tendência a padronizar um plural terminado em -e. Exemplos:
de Dokter > die Dokter/Doktre (médico/médicos)
de Bauer > die Bauer/Baure (fazendeiro/fazendeiros)
de Dichter > die Dichter/Dichtre (poeta/poetas)
Na maioria dessas palavras, no entanto, apenas a forma sem o -e ocorre:
de Biermacher > die Biermacher (cervejeiro/cervejeiros)
de Denzer > die Denzer (dançarino/dançarinos)
de Ferkeefer > die Ferkeerfer (vendedor/vendedores)

3. Acrescenta-se uma terminação -er. Essa mudança é encontrada somente em substantivos neutros.
das Kind > die Kinner (criança, crianças)
das Bett > die Better (cama, camas)
das Eu > die Euer (ovo, ovos)
das Bild > die Bilder (figura, figuras)

4. Ocorre o fenômeno de Umlaut: a vogal na raiz da palavra é alterada para uma vogal anterior. Se a vogal for O, vai sempre ser alterada para E; se for U, sempre para I… Agora se ela for A, pode se tornar E ou Ä, sendo que Ä ocorre caso o A seja seguido de um R mudo… O ditongo AU também muda para EI. Não ocorre em substantivos neutros, apenas em masculinos e femininos.
de Baam > die Beem (árvore, árvores)
de Fatter > die Fetter (pai, pais)
de Gaarte > die Gäärte (jardim, jardins)
de Zugh > die Zigh (trem, trens)
die Mutter > die Mitter (mãe, mães)
die Brust > die Brist (peito, peitos)
die Braut > die Breit (noiva, noivas)

5. Umlaut + acréscimo de -er. É comum em substantivos masculinos e neutros e não ocorre em femininos.
de Mann > die Menner (homem, homens)
de Dach > die Decher (telhado, telhados)
das Buch > die Bicher (livro, livros)
das Daal > die Deeler (vale, vales)
das Glaas > die Gleeser (copo, copos)

6. Acréscimo de -s em algumas palavras emprestadas do português ou outras línguas.
das Auto > die Autos (carro, carros)
de Amigo > die Amigo(amigo, amigos)

7. A terminação -a é trocada por -e. Ocorre somente em palavras femininas e algumas neutras terminadas em -ma.
die Ära > die Äre (era, eras)
die Sojadie Soj(soja, sojas)
die Biljadie Pilj(pilha, pilhas)
die Firma > die Firme (firma, firmas)
das Tema > die Teme (tema, temas)

Algumas palavras possuem mais de uma forma possível para o plural, sendo uma mais conservadora, mas menos frequente, e outra mais comum. Exemplos:
de Aarem > die Äärem, Aarme (braço, braços)
die Wand > die Wend, Wanne (parede, paredes)
die Ax > die Ex, Axe (machado, machados)

Existem também alguns poucos plurais irregulares. As palavras mais comuns que os apresentam são:
das Blaatdie Bletter (folha, folhas)
das Raatdie Retter (roda, rodas)
de Naast > die Nest (galho, galhos)

Por fim, algumas poucas palavras possuem dois plurais com sentidos diferentes:
das Wort (palavra) > die Werter (palavras contáveis, como em “o texto tem mil palavras), die Worte (palavras num sentido coletivo, como em “suas últimas palavras”).
das Ding (coisa) > die Dinger (coisas contáveis, como em “preciso daquelas coisas”), die Dinge (coisas no geral, como em “havia coisas pelo chão”).
die Stunn (hora) > Stunn (horas, sempre acompanhado de um número e sem artigo como em “três horas”), die Stunne (horas sem um número específico, mesmo que ele exista, como em “contar as horas” e “quantas horas?”)
das Joher (ano) > Joher, die Johre (idem a Stunn > Stunn/Stunne)
de Monat (mês) > Monat, die Monate (idem a Stunn > Stunn/Stunne)